Páginas

quarta-feira, 18 de julho de 2012

AVICRES: 21 anos de trabalho pela comunidade carente da Baixada.


Foi inaugurada em 23 de agosto 1991 a Associação Vida no Crescimento e na Solidariedade, AVICRES, uma instituição não governamental, sem vínculos com qualquer instituição política, que desenvolve um trabalho voltado a crianças e adolescentes carentes da Baixada Fluminense. Fundada pelo teólogo alemão Johannes Niggemeier junto com um pároco de Nova Iguaçu, Padre Valdir de Oliveira e uma psicóloga, a Obra Social foi criada depois do pedido de Dom Adriano Hipólito, Bispo da Baixada na época e grande amigo de Johannes.

Em 1992, foi fundada na Alemanha, a Brasilieninitiative AVICRES, com a finalidade de ajudar financeiramente a AVICRES brasileira e conscientizar a sociedade alemã sobre a situação do povo carente brasileiro. Os membros desta entidade alemã costumam se reunir diversas vezes no ano, para reflexões, palestras, bazares, festas e competições.

A ONG, que este ano completa 21 anos, possui seis projetos educacionais, para crianças e adolescentes carentes da Baixada. Quatro destes projetos funcionam como Casas de Acolhida e recebem o nome de Projeto Transformando a Vida.  Essas Casas de Acolhida são oferecidas em diferentes bairros da Baixada e funcionam de 08h às 17h. Para participar as crianças e adolescentes devem estar devidamente matriculados em escolas públicas.

Um dos Projetos está situado no Sítio das Crianças, no bairro da Posse, em Nova Iguaçu e atende em média 100 crianças e adolescentes de 06 a 15 anos. Outra Casa de Acolhida funciona no Sítio Natureza Viva, localizado no bairro de Cabuçu, em Nova Iguaçu, e atende cerca de 60 crianças e adolescentes, de 06 a 14 anos. Esses dois Projetos funcionam em dois turnos, manhã e tarde. O terceiro Projeto está localizado no município Belford Roxo, no bairro de Shangrillá Rosa onde está situada a Casa da Esperança que atende em média 20 crianças e adolescentes na faixa etária de 06 a 14 anos. No bairro de Campo Alegre, em Nova Iguaçu, funciona a Casa de Acolhida Sítio Agrícola Pequeno Lavrador Transformando a Vida, neste Projeto são atendidas em média 30 crianças e adolescentes de 06 a 13 anos. As duas últimas Casas de Acolhida funcionam na parte da tarde, de 11h30min às 17h.

Em todos os Projetos Transformando a Vida são oferecidas Oficinas de Informática, Música, Teatro, Reforço escolar, Atividades físicas, Artesanato com reciclagem, Horticultura orgânica, Cantinho da leitura, Pintura livre e atendimentos com uma psicóloga e uma assistente social.  São oferecidas refeições no 1º Turno, café da manhã e almoço e no 2º Turno, almoço e lanche da tarde.

Dentro dos seis projetos educacionais a AVICRES mantém um abrigo para meninas, localizado na Casa da Esperança, em Shangrillá. O Abrigo funciona com média de 20 meninas de 0 a 14 anos, porém essas jovens podem permanecer no Abrigo até os 18 anos. No local as meninas recebem alimentação, vestuário, medicamentos, também são oferecidos tratamentos médicos, psicológicos  e odontológicos. Além disso, as abrigadas recebem formação profissional, para que tenham como seguir com suas vidas após a saída da Casa da Esperança. Algumas dessas adolescentes saem do abrigo, mas permanecem na AVICRES como funcionárias. Desde 2010, a Casa da Esperança começou a trabalhar com berçário.

O sexto projeto educacional da AVICRES é o Núcleo Comunitário de Educação Infantil São José Operário, no bairro do Kaonze, em Nova Iguaçu, conhecida como Creche do Kaonze, a Instituição trabalha com média de 60 crianças, de 01 a 05 anos, em horário integral, para que seus pais possam trabalhar e garantir o sustento da família. A Creche do Kaonze fica na Comunidade Morro da Caixa D’água.

Todos os Projetos educacionais da Entidade são totalmente gratuitos, nenhuma família paga nem a mensalidade e nem os custos dos materiais usados durante o período que as crianças e os jovens estão matriculados. Com base na Pedagogia Alternativa Holística, estes Projetos trabalham para que essas crianças e adolescentes tenham uma vida digna, longe das ruas e dos riscos sociais.

Além destes Projetos  a AVICRES mantém um posto de saúde, situado no bairro de Comendador Soares, em Nova Iguaçu, chamado de Posto de Saúde Lírio do Vale. Oferecendo atendimentos ambulatoriais ministrados por profissionais formados e qualificados, como dentista, psicóloga, pediatra, clínico geral, ginecologista, nutricionista, além de uma equipe capacitada de enfermagem. O Posto atendeu em média, no ano de 2011, 10 mil pessoas carentes da comunidade, incluindo as crianças, adolescentes e funcionários da Instituição.

No ano de 2002 foi criada no bairro de Banco de Areia, no município de Mesquita a Panificadora Pão da Vida, com fins de gerar recursos financeiros para ajudar as obras sociais da Associação.

A AVICRES também oferece na sua Sede Administrativa, na Posse, Oficinas Profissionalizantes de informática, artes, artesanato, cabeleireiro e corte e costura, para todas as pessoas da região. Os participantes das oficinas pagam uma mensalidade com preço popular, para ajudar na manutenção dos aparelhos usados. As oficinas artes e artesanatos são gratuitas a comunidade. Nessas oficinas a Obra Social atende cerca de 40 pessoas por mês. Também é oferecido, na Sede da Associação, um programa de ginástica para adultos e pessoas da 3º idade, o Bem Estar, o programa é gratuito e atende em média 30 participantes. 

Desde abril de 2006 a AVICRES mantém uma parceria com a Creche Comunitária Zumbi dos Palmares, localizada no bairro de Comendador Soares. A AVICRES ajuda a Creche do Zumbi, como é conhecida, com algumas doações mensais.

 A partir do ano de 2009, outra parceria foi firmada, a AVICRES junto com a Associação dos Amigos das 4º e 20º Enfermarias da Santa Casa da Misericórdia do Rio de Janeiro, VIDA. Através de seus representantes a Srª Tereza Costa D’Amaral e o Professor Drº Milton Arantes, foi firmada uma parceria com o objetivo de proporcionar atendimentos médicos, realizações de exames e internações, quando for necessário, nas 4º e 20º enfermarias da Santa Casa, a toda a população carente das comunidades atendidas pela Instituição. No final do ano de 2011, a Entidade começou mais uma parceira na área da saúde. A AVICRES passou a colaborar com assistência médica para a Casa de Repouso Luz de Escol, localizada na Rua Antônio Vieira, nº 478 no bairro da Luz em Nova Iguaçu, que atende em média 80 idosos, deficientes físicos e moradores de rua.

A AVICRES convida as pessoas que tiverem interesse em conhecer pessoalmente nossos projetos que entrem em contato conosco, através dos telefones 21 3102-6661 e  21 3102-1560 ou pelo nosso email ongavicres_br@yahoo.com.br

Nossa Obra Social recebe algumas contribuições de doadores mensalmente, mas quem se interessar nós aceitamos doações de roupas, alimentos perecíveis e não perecíveis produtos de higiene pessoal, entre outras coisas que compõem um bom desenvolvimento dos cidadãos.

O blog foi criado com o intuito de contar um pouco da história da AVICRES. Nós vamos a cada semana falar um pouco mais, em detalhes,  sobre o trabalho dentro dos Projetos e do Abrigo. Mostrar a história, a realidade, das crianças e adolescentes que participam das nossas obras sociais. E nós, a AVICRES, convidamos a todas as pessoas que se interessarem a acompanhar semanalmente nosso Blog.

A AVICRES em primeiro lugar não é fruto da nossa própria vontade, mas é uma resposta a nossa vocação: opção preferencial pelos mais pobres.

Johannes Niggemeier
Fundador da AVICRES

Por: Camila Carvalho
Designer Leandro Oliveira

16 comentários:

  1. Eu conheco o trabalho da avicres a 15 anos, e estou muito feliz por mais esta conquista,parabens.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde! Gostaríamos que você se identificasse, caso não tenha problema. A AVICRES agradece seu interesse pelo nosso Blog!

      Excluir
  2. Gostei mto do Blog! Espero que mais pessoas tenham essa iniciativa de ajudar as pessoas sem pedir nada em troca.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Agradecemos por você ter lido nosso Blog e tenha feito um comentário. Para a AVICRES é muito importante este contato com as pessoas. Caso não tenha problema, por favor, se identifique.

      Excluir
  3. Ivaneide Hindriches25 de julho de 2012 11:42

    Faço parte da Família AVICRES.Sou coordenadora do Núcleo Comunitário São José Operário. Eu visto a Camisa AVICRES!!!

    ResponderExcluir
  4. Cláudia Albuquerque28 de julho de 2012 16:37

    Boa noite!!! Parabéns Camila pelo blog, está belíssimo. Também faço parte da família AVICRES, sou Monitora da Casa da Esperança em Belford-Roxo. Contamos com todos para nos ajudar neste novo projeto. Sucesso!!!!

    ResponderExcluir
  5. Com a missão de acolher os mais necessitados, a AVICRES completará 21 anos. O convívio no meio do povo mais sofrido é sua filosofia, o que nos deixa orgulhosos por fazer parte dessa família! Parabéns AVICRES!

    ResponderExcluir
  6. é legal criativo e muito bommm a minha festa foi ai e a da minha prima tbm é demais ( avicres)

    ResponderExcluir
  7. Meu nome é Maurício e trabalhei na Avicres , no Sitio das Crianças, e foi um dos melhores anos de minha vida , o contato e a toca de experiências , com adolescentes e colegas de trabalho,e voluntárias ..muito positivo mesmo..abs a todos e muito sucesso nesta jornada

    ResponderExcluir
  8. Bom dia galera! Bom, eu já participei da família AVICRES, há alguns anos eu morava no Sítio natureza viva, e pra falar a verdade eu estou morrendo de saudade... Graças a Deus hoje eu consegui uma vida melhor e moro com a minha família legitima, mas, lembrando sempre que aí do outro lado na AVICRES vocês também são a minha família!
    Eu moro aqui perto do Km 32, moro em Campo grande e estou doido pra fazer uma visita aos velhos amigos.

    ResponderExcluir
  9. visitei um dos projetos e fiquei feliz com o trabalho realizado por vocês, continuem firmes e constantes sabendo que o vosso trabalho não é em vão no Senhor.

    Vera Lucia - Belford Roxo

    ResponderExcluir
  10. Nossa, imagino que deve ser um trabalho extraordinário.
    Eu e uma amiga gostaríamos de saber se e como poderíamos colaborar com o projeto.

    Carolina M.

    ResponderExcluir
  11. me chamo eliane c.da rocha,já trabalhei em umas das cheches que infelizmente fecharam,e até hoje tenho a avicres em meu coraçao.pois com vcs aprendi muito,a troca de experiencia com a equipe e o contato direto com os fundadores,todos comiam juntos a mesma comida.hoje trabalho em uma empresa ha 5 anos que nem ao menos conheço o meu patrao.Parabens avicres por esse trabalho.

    ResponderExcluir
  12. Eliane Simone dos Santos14 de janeiro de 2015 16:20

    Fico feliz em conhecer atitudes como esta, na busca de proteção aos nossos pequenos e quase adultos cidadãos brasileiros. Eliane Simone ( Professora e Pedagoga, espero poder contribuir com esta linda ação social e afetiva.)

    ResponderExcluir